quarta-feira, dezembro 01, 2004

1.º Dezembro

Comemora-se hoje um feriado que muitos nem sequer sabem do que se trata, outros desprezam-no claramente (será que gostavam de ser espanhóis).

Este dia deu origem a uma dinastia que foi, de longe, a mais criticada de todas: a dos Bragança. Basta ler Oliveira Martins, por exemplo, para ver quanto esta dinastia era menosprezada durante o próprio século XIX.

D. João IV não ficará na história como um dos grandes reis de Portugal, mas, pelo menos, podemos reconhceer-lhe o mérito de ter arriscado a sua posição confortável dentro da monarquia dual e afrontar uma Espanha poderosa (embora em começo de decadência perante poderes mais dinâmicos como a França, Inglaterra ou as Províncias Unidas).

De qualquer modo, a este dia, e aos conjurados, devemos nós, para o bem e para o mal, a nossa independência. E quem diz que isso não valeu a pena, olhem para a Catalunha e vejam como eles nos invejam por termos sido bem sucedidos em 1640, onde eles falharam em 1639.


2 Comments:

Blogger António Viriato said...

Boa iniciativa em assinalar uma das mais importantes efemérides patrióticas : a da Restauração da Independência de Portugal,em 1640, que, a par das das batalhas de Aljubarrota, de S.Mamede, de Ourique e de Atoleiros, entre outras, deveriam servir para consolidar um sentimento que começa a desaparecer entre nós. Muitos já hoje não merecem o feriado do 1º de Dezembro, que a Comunicação Social ostensivamente ignora ou aborda de forma anedótica ou irrelevante. Para quando a sua exclusão dos manuais escolares, como fizeram com o episódio do esbulho da vila alentejana de Olivença ? Vamos mal, vamos...

12/02/2004 12:32:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Como sou um grande admirador da nação vizinha, penso que nunca conseguirei celebrar este feriado. Mas não me crucifiquem por este desabafo...

12/02/2004 04:39:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home