quarta-feira, dezembro 08, 2004

Lembrou-se agora!

O nosso caro presidente da república lembrou-se agora de que os poderes presidenciais deveriam ser mais alargados.

Passou o primeiro mandato a ver os socialistas guterristas a fazer asneiras e a afundarem Portugal. Mostrou-se impassível e nunca mandou recados. Agora no fim é que se lembrou disso.

Enfim, fico feliz por nunca ter votado nele.