quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Protocolo de Quioto

Varios media portugueses, como por exemplo a TSF, a RTP, a Antena 1, a SIC, bem como muitos estrangeiros, celebram a entrada em vigor do protocolo de Quioto.

Sinceramente não sei se há alguma coisa a celebrar, pois não me parece que este protocolo vá resolver alguma coisa, quando deixa os países subdesenvolvidos de fora - e mesmo países grandes poluidores como a China e a Índia -, provavelmente para que eles cometam os mesmos erros dos países desenvolvidos.

Mas, o que mais me chamou a atenção, no caso das duas rádios mencionadas, foi o assumir como indiscutível a bondade do protocolo de Quioto (uma espécie de vaca sagrada) e a quase diabolização dos Estados Unidos (insistentemente referidos como os maiores poluidores mundiais) por nele não quererem participar.

Não sou um especialista de questões ambientais e muito menos de alterações climatéricas. Do que sei da história da Terra é que, ciclicamente, o clima altera - já houve períodos de aquecimento, de glaciação, etc. -, mas aceito que o homem possa ter influência nessa alteração. Não compro é a história de que estamos à beira da catástrofe. Por outro lado, tenho lido alguns artigos que contestam a fundamentação que levou aos protocolos de Quioto (não tenho aqui comigo as referências e não tenho muito tempo para as procurar - mais tarde voltarei ao assunto) e mesmo alguma das ideias feitas sobre o aquecimento global.

Obviamente que não posso dizer que estas últimas ideias estejam mais correctas do que as primeiras. O que quero dizer é que nesta, aliás como noutras, questão não se pode ser fundamentalista, nem maniqueísta e por isso acho que os meios de comunicação deveriam-nos informar do outro lado da questão ou, então, não nos apresentar Quioto como algo de absolutamente indiscutível.

Salazar é que dizia que "a Pátria não se discute", os ambientalistas dizem "o Ambiente não se discute" (isto é, as teorias que divergirem dos seus mantras actuais).

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O grande dogma do ambientalismo moderno centra-se no carácter estável da natureza (ou natureza em equílbrio, ou em harmonia, é a mesma coisa). Quando os ambientalistas aceitarem a fragilidade de tal posição, talvez consigamos seguir em frente no debate.
(entretanto, qualquer ataque às entidades poluidoras só poderá ser feito numa perspectiva egoísta: a melhoria da qualidade de vida do ser humano...e mesmo assim...)
CMF

2/16/2005 05:50:00 da tarde  
Blogger Work Buy Consume Die said...

" mas aceito que o homem possa ter influência nessa alteração."

Aceite, aceite que é mais do que verdade e a temperatura média das idades climáticas provam-no. Pensar o contrário é tapar o Sol com a peneira, mas como o dinheiro fala mais alto...

PS: E por acaso os EUa não são, realmente, os maiores poluidores? Então para quê a defesa?

2/19/2005 10:44:00 da tarde  
Blogger Work Buy Consume Die said...

" mas aceito que o homem possa ter influência nessa alteração."

Aceite, aceite que é mais do que verdade e a temperatura média das idades climáticas provam-no. Pensar o contrário é tapar o Sol com a peneira, mas como o dinheiro fala mais alto...

PS: E por acaso os EUa não são, realmente, os maiores poluidores? Então para quê a defesa?

2/19/2005 10:45:00 da tarde  
Blogger Work Buy Consume Die said...

" mas aceito que o homem possa ter influência nessa alteração."

Aceite, aceite que é mais do que verdade e a temperatura média das idades climáticas provam-no. Pensar o contrário é tapar o Sol com a peneira, mas como o dinheiro fala mais alto...

PS: E por acaso os EUa não são, realmente, os maiores poluidores? Então para quê a defesa?

2/19/2005 10:45:00 da tarde  
Blogger Work Buy Consume Die said...

" mas aceito que o homem possa ter influência nessa alteração."

Aceite, aceite que é mais do que verdade e a temperatura média das idades climáticas provam-no. Pensar o contrário é tapar o Sol com a peneira, mas como o dinheiro fala mais alto...

PS: E por acaso os EUa não são, realmente, os maiores poluidores? Então para quê a defesa?

2/19/2005 10:45:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home