segunda-feira, fevereiro 21, 2005

Tambores de guerra...

...começam a rufar no Líbano, 30 anos depois do início da guerra civil que acabou com o país que era conhecido como a Suíça do Médio-Oriente.

O Hezbollah, fortemente pró-sírio, após a contestação anti-síria existente no Líbano depois da morte de Hariri, ameaça os contestatários com uma guerra civil.

Os dados podem estar lançados e Rubicão pode já ter sido atravessado.

Post-Scriptum. Uma análise das várias comunidades presentes no Líbano e da posição face à crise actual pode ser encontrada aqui.

1 Comments:

Blogger Marco said...

Creio que é mais correcto designar o Hezbollah como sendo "pró-Iraniano". Apesar de praticamente tudo o que acontece no Libano ter a benção da Síria (e isso aplica-se às actividades do Hezbollah), as doutrinas e os financiamentos deste movimento têm origem no actual regime iraniano.

2/21/2005 05:30:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home