sexta-feira, março 04, 2005

Novo governo

Já temos governo e 6 em 16 dos novos ministros são reciclados do guterrismo. Não que isso só por si queira dizer alguma coisa, mas, por exemplo, Alberto Costa no MAI foi um erro de casting de Guterres. Será que na Justiça será melhor?

Por outro lado, Freitas do Amaral nos Negócios Estrangeiros não é muito espantoso. Alguém cobrou algo a alguém e o resultado aqui está. Não há muito mais a comentar.

Na Cultura, está uma pessoa que foi minha professora na Faculdade de Letras, Isabel Pires de Lima. Não me posso queixar da nota que me deu, embora abaixo da minha média de fim de curso (também não me esforcei demasiado, o séc. XIX não é o meu preferido). De Literatura ela percebe, como ministra não sei... veremos como se sai.

De resto, o governo não me aquece nem arrefece, esperemos.

Post scriptum. O facto de Vitorino não fazer parte do governo, nem sequer é surpresa. Penso que já toda a gente esperava isso.