quarta-feira, julho 27, 2005

Le Canada n'est pas un pays sérieux

O Canadá não é um país que eu muito admire (quem quiser pode verificar aqui, aqui e aqui).

Agora, depois de ler isto, digam-me lá se os Canadá é ou não dirigido por uns bastardos politicamente correctos e se não é uma ditadura disfarçada de democracia. O conceito de liberdade de expressão é qualquuer coisa de completamente desconhecido no Canadá.

Há democracias ocidentais que têm uma tendência terrível para, em nome do politicamente correcto, eliminarem o direito que os cidadãos têm de se expressar livremente. O Canadá, país que pensa que tem que ser o pais mais multicultural do mundo (como se isso por si só fosse uma grande coisa), é dos países que mais tem limitado este direito aos seus cidadãos.

A democracia ateniense, com todos os seus defeitos, permitia aos que eram seus cidadãos três direitos fundamentais: a isonomia ("igualdade de direitos" ou perante a lei), a isegoria (igualdade no falar" a actual liberdade de expressão) e isocracia ("igualdade de poder", ou seja, no acesso aos cargos).

No que se refere à isegoria, diz José Ribeiro Ferreira (in A democracia na Grécia Antiga, Minerva, 1990, p. 175):
Nenhuma democracia moderna, por mais aberta que seja, concede uma liberdade de expressão tão ampla como a que se vivia em Atenas.
É lógico que eu não acredito em liberdades irrestritas e que a liberdade de expressão tem limites. Mas estabelecer esses limites é algo verdadeiramente difícil e é algo que não vousa neste momento. Mas, neste caso canadiano específico, trata-se apenas um caso de "delito de opinião". Pôr na janela de casa "Marriage = 1 man + 1 woman" não é ofensivo seja para quem for. Quem assim o pensar apenas quer eliminar o debate e não passa de um candidato a ditador totalitário (que é o que o politicamente correcto e seus sequazes são).

Numa democracia não pode haver debate sem incomodar os outros, sem mesmo por vezes os ofender (para a malta do politicamente correcto, quando os artistas se metem com a Igreja Católica isso é liberdade de expressão, quando mandam piadas aos gays é homofobia). A divergência de opiniões é inevitável e quando isso não contecer numa democracia, então deixará de ser uma democracia.

Costuma-se dizer, muitas vezes, que "o disparate é livre". Pelo vistos, no Canadá, nem isso, se por acaso algum desse disparate afectar as vacas sagradas dos lóbis LGBT, étnicos, religiosos (sobretudo se forem os muçulmanos, pois no Canadá o Catolicismo é visto como inimigo pela classe política e o sistema judicial), diversidade, multiculturalismo, etc. etc.

1 Comments:

Blogger Nuno Moreira de Almeida said...

Agradeço o link e retribuo.
Nuno M Almeida
http://artedeopinar.weblog.com.pt/

7/28/2005 06:46:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home