sábado, julho 09, 2005

Madeira...

A Madeira, é bem certo, bem muito deve a João Jardim pelo desenvolvimento conseguido nos últimos 30 anos, mas isso não lhe dá autorização para dizer todos os dislates que lhe vêm à cabeça.

No caso actual das suas declarações sobre os chineses, que ele acaba de reiterar, mais do que xenófobas, as suas declarações são um autêntico disparate. O desporto de acusar os estrangeiros pelos problemas que se têm em casa é muito perigoso e normalmente dá asneira (é só olhar para o passado).

Mas o mais divertido (ou neste caso, o mais triste) é o facto de Jardim ter dito a propósito de Marques Mendes (que tinha considerado as declarações como "infelizes"):
O caso dr. Marques Mendes será amanhã apreciado no Conselho Regional. O dr. Marques Mendes é a segunda que me faz. À primeira, todos podem cair; à segunda já é mais grave.
Como muitos leitores deste blogue sabem, eu sou militante do PSD e nem sequer sou fã do Dr. Marques Mendes, mas que outra coisa poderia ter ele dito? Que as declarações eram muito judiciosas? ou oportunas?

O tempo do Dr. Jardim já passou e era tempo do PSD-Madeira se ir renovando, mas de preferência sem ser com um João Jardim de segunda.

Post scriptum. Esta minha opinião não é nenhuma conceção ao politicamente correcto ou às ideias de uma sociedade bem-pensante. É que de facto estas declarações só pura e simplesmente disparatadas.