quarta-feira, fevereiro 08, 2006

O comissário político...

Penso que esta notícia não surpreendeu ninguém, pois tudo estava a ser feito para isso.

Nada tenho pessoal nem artisticamente contra Pedro Burmester. Pessoalmente, porque não o conheço, artisticamente, porque ele é pianista e eu, em geral, não gosto de concertos de piano nem com piano (em compensação, gosto muito de música de órgão e de cravo) pelo que nunca o fui ver tocar.

Mas, depois de tudo o que se passou em 2003, depois do alto patrocínio de Sampaio e das declarações do Isabel Pires de Lima, do encosto que Burmmester fez ao PS (ou o PS a ele), esta nomeaçaõ cheira muito a comissário político (e já agora de algum revanchismo em relação à Câmara do Porto e, mais precisamente, a Rui Rio).

Bem, vamos esperar para ver...