quinta-feira, novembro 04, 2004

Arafat

Arafat está mas é como se não estivesse. Poderia ter sido o líder que tivesse estabelecido o povo palestiniano num estado próprio. No entanto, andou muito tempo mais preocupado com a tentativa de destruição de Israel. Quando teve que fazer a paz, não o conseguiu (não digo que os israelitas tenham feito tudo o que podiam também). Demasiado habituado à guerra, não soube (não pode?) dar o passo decisivo para a paz.

Será que depois da sua partida os palestinianos encontrarão um líder capaz de fazer a paz? Duvido, mas esperemos para ver. Com Arafat a paz nunca seria possível.