quarta-feira, novembro 03, 2004

Noite divertida

Ainda, a esta hora, não se tem confirmação oficial da vitória de Bush, mas ela é mais do que provável.

Até às 4h da manhã estive a ver a televisão e a acompanhar as eleições pela Internet, neste último caso, sobretudo pela CNN e a CBS. Nas TVs vi as portuguesas e também as internacionais, proporcionadas pela TV Cabo. Não deixei de ver a TV5 e aí os meus momentos de divertimento atingiram o máximo. A estupefacção, a incredulidade estavam estampados na cara da maioria dos que lá falavam. Aliás, o optimismo pró-Kerry de algumas televisões no início da noite foi-se desvanecendo para, às 4 da manhã, os comentadores já davam como mais do que provável a vitória do Bush.

Não dei por perdido o tempo passado em frente à TV. Mas, o melhor de tudo, foi poder ter acompanhado com, mais ou menos, os mesmos dados de que aqueles que dispunham as TVs portuguesas. E ao mesmo tempo ir procurando nos resultados na net das tendências nos estados que estavam a ser apurados. Por exemplo, no caso da Florida, a tendência desde o início indicava que Bush estava a fazer melhor do que em 2000. E isso, também deu para animar a noite, pois não estava apenas dependente da TV. As novas de tecnologias são realmente fascinantes.

Ao acabar este artigo, ouço que Bush assegurou os 20 eleitores do Ohio. Isto é, Bush venceu.

Post scriptum. O fórum da TSF continua a ter os mesmo grunhos do costume. Intervenções inteligentes não abundam por lá. Mas, hoje, dá-me gozo. Ah, e há gente que se diz já só anti-americanos e não só anti-Bush. Mas, como se já não soubessemos (é a mesma coisa com os anti-semitas que se disfarçam de anti-sionistas).