terça-feira, dezembro 21, 2004

Olha se fosse cá!

Nas minhas divagações pela rede fora, encontrei um interessante artigo sobre Charles Clarke, o recentemente nomeado ministro do Interior do governo Blair (em substituição do afastado Blunkett).

Ora este Charles Clarke era, anteriormente a esta nomeação, o ministro da Educação do mesmo governo e em 2003 disse algumas coisas extraordinárias sobre a "história medieval".

Charles Clarke, the education secretary, has continued his assault on the great subjects of academe by revealing that he regards medieval history as "ornamental" and a waste of public money.
(...)
"I don't mind there being some medievalists around for ornamental purposes, but there is no reason for the state to pay for them," he said on a visit to University College, Worcester. He only wanted the state to pay for subjects of "clear usefulness", according to today's Times Higher Educational Supplement.


Já imaginaram um ministro da educação português dizer tais disparates? E depois ainda pensamos que estamos mal servidos.