domingo, agosto 14, 2005

Há 620 anos,...

...a razão porque não somos espanhóis (no sentido moderno da palavra) .


(...) Quando el-Rei de Castela fugiu, começou-se a demonstrar claramente que os portugueses de todo venciam a batalha, estando já a bandeira dos inimigos derrubada e mortos numerosos castelhanos e todos os maus portugueses que tinham vindo na vanguarda dos castelhanos.
(...)
Entretanto , vendo os castelhanos que o seu Senhor [el-Rei de Castela] havia fugido e que a batalha em toda a parte estava vencida pelos portugueses, perdida toda a esperança e sem vontade de mais combaterem, começaram todos a recuar e a desamparar o campo, de modo que em breve cedeu o ardor de tamanha multidão de gente [dos castelhanos], pois a batalha não durou mais que escassa meia hora até mostrar-se de todo perdida [para Castela].
(...)
E travou-se esta batalha, numa segunda-feira, aos catorze dias de Agosto da era de César de mil quatrocentos e vinte e três anos.

Fernão Lopes, Crónica de D. João I, Cap. XLIV (ed. Frederico Alves)

2 Comments:

Blogger portugal da silva said...

...não somos...o que não quer dizer que não possamos vir a ser...
Aquilo que foi a conquista da independência pelas armas, é hoje, estrondosamente, a derrota pela economia.

8/15/2005 05:19:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O que é curioso é que havia mais portugueses a combater ao lado do rei de Castela do que ao lado do Mestre de Aviz. E mesmo este só resolveu resistir porque o rei de Castela não lhe deu o que queria.

Faz lembrar os de agora, mal lhes acenam com uns bons euros vendem logo tudo aos de Castela.

8/26/2005 12:03:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home